O que você precisa saber sobre impermeabilização

Tempo de leitura: 2 minutos

Ela é um dos maiores problemas que podem existir em um imóvel, pois causa grandes transtornos e prejuízos. Banheiro, cozinha e lavanderias são os ambientes que mais sofrem desse mal. Estamos falando, é claro, das temidas infiltrações. Quem já sofreu com isso sabe a dor de cabeça que elas podem trazer.

No entanto, uma impermeabilização bem feita pode afastar o risco de infiltrações para bem longe. Se você quer garantir uma impermeabilização excelente em sua casa, separamos informações essenciais com o que você precisa saber sobre o assunto. Confira!

1. Evitar é melhor que consertar

Quando feita de forma preventiva, o custo da impermeabilização sai bem mais em conta e com menos aborrecimentos. O custo calculado é de 2% do valor total da construção, contra 15% para consertar o problema com a obra pronta.

2. Tipos de infiltração

Você nota sinais de umidade nas áreas inferiores das paredes? Provavelmente trata-se de uma infiltração ascendente. Ela é proveniente do solo, quando a água é absorvida pela fundação.

Se a infiltração apareceu no teto e na parte superior da parede, a umidade certamente é decorrente da água da chuva, por canalização ou condensação.

3. Onde proteger

O ideal é impermeabilizar todos os pontos do imóvel em contato com o solo ou que estejam expostos à água: vigas e fundações, contrapisos, paredes, muros de arrimo, paredes externas, varandas, jardins de inverno, piscinas, cisternas e lajes.

Cada ambiente se adequa melhor a um produto e técnica de aplicação. Isso varia de acordo com a condição e da quantidade de água a que o local está exposto.

4. Como consertar a infiltração

A infiltração costuma causar problemas na pintura e no revestimento. Então é necessário fazer uma nova impermeabilização e depois refazer o acabamento.

Primeiro, é necessário descobrir a raiz do problema. Se a umidade estiver descendo a parede, confira as condições do telhado e da laje. Para infiltração no piso, é necessário quebrar a base das paredes até a fundação e aplicar a impermeabilização por debaixo do piso e nas bases das paredes.

5. Não esqueça do escoamento

Toda água que envolve o seu imóvel deve ser escoada. É necessário calcular o número certo de drenos de acordo com o local e dar caimento a ralos e saídas pluviais. Proteja as calhas com telas para não causar entupimento e não permita obstruções em ralos e bueiros.

6. Produtos mais recomendados

Manta líquida: ideal para locais expostos às chuvas.

Manta asfáltica em rolo: indicada para locais com grande movimentação estrutural, como piscinas, lajes de grandes dimensões e térreo de prédios.

Aditivo para concreto: recomendado para pontos em contato com o solo, como fundações e primeiras fiadas de tijolos.

Cimento polimérico: utilizado em fundações, vigas baldrames, tijolos, muros de arrimo e contrapisos.

Argamassa polimérica: aplique em locais protegidos do clima que terão reboco no acabamento, como garagens, muros e subsolos.

 

Você ainda tem mais alguma dúvida sobre impermeabilização? Conta pra gente nos comentários.

 

PRIMOS MATERIAIS PARA CONSTRUÇÃO 
www.primosmat.com
(15) 3229-3388
(15) 9 9608-6551(WhatsApp)
primos@primosmat.com

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *